Louise Benevides & Luana Bittencourt, Casa de Moá

O relógio marcava 1:30h da tarde. A nossa visita até a  Casa de Moá, um café, bistrô e local de design, estava marcada para as 2hrs. “Em Fortaleza só chove por 5 minutos”. A chuva veio e não foi embora. E no fim, parece que foi encomendada para as fotos ficarem ainda mais aconchegantes.  Louise Benevides e Luana Bittencourt têm muita coisa em comum além do L de seus nomes. Encontraram a amizade por meio da afinidade de gostos e da vontade de ter o próprio negócio. Conversamos com a Louise, que é chef e cuida de todos os cardápios do local, e o resultado você encontra aqui –

Você saiu do Ceará para estudar na Le Cordon Bleu. Conta pra gente como foi a sua experiência por lá?

A experiência foi a a mais prazerosa possível, porque realmente já sabia qual era a minha paixão: a gastronomia. Assim, aprender sobre o que amamos e nos realizamos profissionalmente é sempre gratificante. E, por lá, me sentia sempre em casa, mesmo estando longe da minha terra natal. Me dediquei ao máximo para alcançar sempre bons resultados e a temporada na França me trouxe maturidade, um entendimento mais complexo do que seria preciso para dar continuidade  a tudo que estava vivenciando. Até hoje vou à escola todos os anos! E me sinto super respeitada e querida quando apareço por lá. Já recebi também alguns chefes que foram meus professores e o presidente da escola  na Casa de Moá e isso me deixou extremamente feliz.

Qual a sua memória gastronômica de infância?

Tenho muitas, mas principalmente o biscoito de batata doce que foi uma receita que passou de geração em geração. Até a máquina em que fazíamos os biscoitos foi sendo herdada.

Amizade nos objetivos

Luana Bittencourt cuida de toda a parte do design da Casa – todos aqueles detalhes que fazem a diferença ao olhar – e Louise Benevides cuida da parte gastronômica – tudo que agrada o nosso paladar, e estômago também ?.

Como vocês se conheceram?

Eu trabalhei alguns anos com o pai dela e foi por meio dele que nos conhecemos e nos aproximamos. Ela tinha o desejo de montar um negócio e eu também já queria montar meu próprio restaurante. Foi quando nos tornamos sócias e amigas.

Ser sócia e trabalhar com uma amiga pode ser um benefício mas também desafiador. Qual o segredo de manter amizade?

Aprendemos a nos respeitar, com a individualidade de cada uma. Também procuramos definir a importância de cada uma e qual a função que desempenharíamos dentro do negócio. Também buscamos deixar sempre muito claro que o nosso negócio não faz parte da nossa amizade, separando bem as relações.

Bistrô de Moá

Ingredientes brasileiros, frescos, com um toque francês. Esse é o cardápio do restaurante, com um ambiente requintado, porém acolhedor.

A Casa de Moá é um dos locais mais lindos e aconchegantes de Fortaleza. Como veio a ideia de juntar bistrô e café com elementos de design em um só local?

Isso é um reflexo das nossas vivências, tanto minhas como da Luana. Todo o conceito nasceu a partir de nossas viagens e pesquisas, mas além disso reflete também a nossa personalidade. Cada cantinho da Casa foi pensado com muito carinho, tanto com o apreço da Luana pelo design e com a minha experiência na gastronomia, trazendo esse desejo de unir as ‘comidinhas’ dos cafés com o refinado conceito de um bistrô.

Quais ingredientes estão sempre na sua cozinha?

Uma coisa que não abro mão é de ter sempre azeite e manteiga e altíssima qualidade. Além disso, todos os ingredientes usados nas receitas são frescos!  

Uma dica para quem gostaria de seguir uma carreira na gastronomia, local que é bastante dominado pelos homens?

A dica é saber que essa é uma profissão cheia de glamour, mas que no seu dia a dia traz diversas restrições para a vida pessoal (afinal, nossos dias que maior trabalho são os fins de semana), além de ser bem desgastante. Amo o que eu faço, mas é preciso muita determinação.

Qual a parte mais difícil de ter o próprio negócio? E a mais gratificante?

O mais difícil é, sem dúvidas, administrar as pessoas. E o mais gratificante é saber que nossos clientes saem felizes daqui e que conseguiram viver uma experiência gastronômica completa (desde os sabores experimentados até o atendimento e o ambiente).

Bolo dos Sonhos

Esse bolo tem um nome de responsabilidade. E a gente aprovou. A base é feita de uma massa que lembra o bolinho de chuva. E o resto… de encher os olhos!

– Fotos por Babi Guedes (@love2lovefotografia). 

Comments are closed.