Laura Moreira, Lau Bordando

Conhecemos os bordados da Laura novamente pelas nossas andanças no Instagram. A estudante de Psicologia encontrou no bordado seu lado criativo, com mais leveza. E com mais delicadeza. Levando mais do “feito à mão” para dentro de casa de muitos moradores de Fortaleza, a Lau conversou com gente sobre bordados, e mais!

Como o bordado entrou na sua vida?
Eu comecei a bordar em uma época que estava me sentindo muito estagnada e também sobrecarregada com vários outros aspectos pessoais… Pensei que precisava inserir na minha rotina mais atividades que me dessem prazer. Então escolhi o bordado e não me arrependi jamais.

Demorou muito para você aprender a bordar?
Eu aprendi a bordar com a Flavia Rodrigues que tem um ateliê. No início foi bem difícil, porque eu nunca tinha trabalhado com tecido, ou linha… Era um universo todo novo pra mim. Mas com o tempo e a prática fui aprendendo mais e gostando mais! Continuo a aprender todo dia!

O bordado é um universo

Laura Moreira

Inspirações

Seu processo de criação é livre, o bordado livre. Suas inspirações vêm de frases que depois são traduzidas em bordados.

Qual dica você daria para quem quer começar a bordar?
Hoje eu vejo muitos grupos que se reúnem para bordar, penso que é mais divertido aprender com outras pessoas! Mas se você não tem tempo, ou prefere aprender sozinha, existem alguns videos no Youtube que podem esclarecer bastante nesse início.

Qual a parte mais significante de trabalhar com algo criativo? E a mais difícil?
Pra mim, o maior prazer de trabalhar com meu lado criativo é saber que além de ser uma atividade que me dá prazer também é uma forma de expressão. Também fico muito feliz quando vejo as pessoas se identificando com algo que eu fiz e criei. É uma sensação muito incrível. A parte mais difícil é se expor… Pra mim é um desafio, pois sou bem tímida em relação ao bordado. Mas é um desafio que sempre me engrandece muito.

Você começou a bordar com miçangas também, é um estudo novo?
Recentemente eu comecei a bordar com miçangas porque estava buscando um efeito que não conseguia atingir com a linha. Quero me aprofundar mais porque eu vejo que elas trazem uma riqueza visual pro trabalho que eu gosto muito. É um pouco mais trabalhoso, mas muito gostoso também.

O que você diria para a Lau de 21 anos?
Ah! Eu diria pra Lau de 21 anos começar a bordar logo!!! Hehehe e tambem que ela comece a exercitar essa coisa de botar a cara no sol e deixe de lado essa timidez com as suas criações.

Planos pro futuro da Laubordando?
Nos meus planos de um futuro muito breve quero lançar a loja online! Vai ser um grande passo pra mim e para a marca!

– Fotos @laubordando.

Comments are closed.